quarta-feira, junho 07, 2006

471) Mercosul científico: dinheiro não parece ser problema...

Do Jornal da Ciência, 06.06.06:

Argentina e Brasil se unem no apoio a um programa regional de US$ 2 milhões para financiar projetos de pesquisas conjuntas em áreas estratégicas

O secretário de C&T da Argentina, Túlio Del Bono, anunciou, durante a visita à 2ª Reunião de Buenos Aires, a disposição de investir US$ 1 milhão para um programa de cooperação em C&T entre os países da região. O ministro da C&T do Brasil, Sergio Rezende, manifestou pleno apoio à iniciativa e também lhe garantiu US$ 1 milhão


José Monserrat Filho escreve de Buenos Aires para o ¨JC e-mail¨:

Hoje foi um dia histórico nas relações entre Brasil e Argentina na área de C&T, com implicação em todo o Mercosul.

O Secretário de C&T da Argentina, Túlio Del Bono, visitou as salas do Museu de Ciencias Naturais ¨Bernardino Rivadávia¨, onde se desenrolam as sessões da 2ª Reunião sobre Ciência, Tecnologia e Sociedade, e depois conversou informalmente com os organizadores do evento.

Nesta ocasião, Del Bono informou que o Ministério da Educação e C&T da Argentina havia aprovado o programa de cooperação em C&T entre Argentina, Brasil, Uruguai e outros países interessados do Mercosul, reservando para tanto US$ 1 milhão.

Para o secretário argentino, o programa poderia ser lançado operacionalmente já em setembro ou outubro deste ano.

Contatado pelo presidente da SBPC, Ennio Candotti, logo depois do encontro com Del Bono, o ministro brasileiro de C&T, Sergio Rezende, expressou total apoio ao programa e também anunciou US$ 1 milhão para financiá-lo.

Assim, mesmo sem um contato direto, os responsáveis pelos setores de C&T de ambos os países convergiram em iniciar já este ano um programa de US$ 2 milhões para fomentar pesquisas conjuntas sobre temas estratégicos para os países da região.

O Brasil já tem o programa ¨ProSul¨, vinculado ao CNPq, destinado a fomentar projetos de pesquisa em cooperação com os países do Mercosul. A Argentina, neste momento, está criando um programa nacional com idêntica finalidade.

As preliminares do novo programa binacional devem ser lançadas oficialmente nesta quinta-feira pelo ministro da Educação e C&T da Argentina, Daniel Filmus, e pelo presidente da SBPC, Ennio Candotti, trazendo a mensagem de apoio do ministro brasileiro de C&T, Sergio Rezende.

O embaixador do Brasil na Argentina, Mauro Vieira, certamente estará presente, até porque, seguindo orientação do ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, ele vem trabalhando para ampliar as áreas de cooperação científica e tecnológica no Mercosul.

O Brasil deve assumir o comando do Mercosul este ano e os planos do Itamaraty apontam na direção de intensificar os projetos de incremento da C&T na região.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home